quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

PIADA COM PREFÁCIO


PIADA COM PREFÁCIO


Prefácio são as palavras de esclarecimento, justificação ou apresentação, que precedem o texto de uma obra literária, e até de uma piada; preâmbulo, prólogo, prelúdio, preliminar, introdução, exórdio.
Resumo: Muitas vezes temos que contar uma história para que o interlocutor entenda a nossa piada e de um sorriso legal.

A nossa história começa com uma bomba, sim uma bomba, não aquelas dos aiatolás, mas as que têm em nossa residência, para elevar a água até a caixa d´água quando a empresa responsável pelo abastecimento de água não garante a pressão mínima estabelecida nas normas técnicas, e também aquelas grandes bombas utilizadas nas empresas de saneamento.
Cada bomba construída tem a sua identidade própria, ou seja, todas as informações inerentes a sua vazão, altura de recalque, potencia, rendimento hidráulico, energia necessária na sucção, são reveladas por meio de sua CURVA CARACTERÍSTICA, representada abaixo.


Esta curva é a identidade da Bomba: zpy-123 e de posse desta CURVA é possível identificar as condições de funcionamento da bomba, comparando com os dados colhidos em campo com técnicas de medição de vazão e pressão. Esta é a mesma condição das adutoras, que a semelhança das bombas tem também a sua curva característica, que trataremos em outro texto.

Na montagem das bombas são utilizadas peças especiais de diversos materiais, como PVC, Ferro Fundido, Aço entre os principais.



Dentre estas peças da montagem, destacamos as curvas em ferro fundido com diâmetros de 25 mm a alguns metros de diâmetro, sendo que em Mato Grosso, a maior instalação de bombas para abastecimento público é da Eta Tijucal onde a adutora de água bruta possui curvas de 1.200 mm em Ferro Fundido, e com peso de 1.750 Kg. O mais comum nas instalações são curvas com diâmetros entre 100 mm a 600 mm.

A PIADA

Em uma cidadezinha do interior, o Ulisses, (Zé mané amigo do prefeito) toma posse como gerente do serviço de abastecimento de água da cidade; e como acontece nas estatais, não recebe nenhum treinamento, e vira chefe de um serviço que ele só conhecia o produto final que era a água tratada que chegava a sua casa. E para seu azar uma bomba montada em uma área vital do sistema ‘deu pau’ na sua primeira semana de trabalho. Sem problema pensa, ligo a reserva, e vou procurar socorro na capital.......pega o telefone e liga.
- Bom dia, gostaria de falar com o engenheiro responsável pela manutenção dos equipamentos aqui de nossa cidade.
(espera alguns minutos, e do outro lado atende o Dr. Pedro.
- Bom dia, qual o seu problema?
- Dr. Estamos com a Bomba de nossa captação pifada, e precisamos de socorro pois estamos funcionando precariamente a reserva, e ela pode ‘dar pau’ a qualquer hora.
(acreditando estar falando com o chefe anterior, responde)
- Positivo, temos algumas bombas no estoque, e para selecionar uma que possa atender as condições locais, preciso que você me envie a curva desta bomba, que esta com problema.
- Ok, Dr. Vou amanhã à capital e posso levar pessoalmente.

No dia seguinte:

- Bom dia Dr., Sou o Ulisses da cidade de politicalha, que te ligou ontem.
- Sim estou sabendo, trouxe a curva da bomba que lhe pedi?
- trouxe sim Dr. deu um trabalhão danado, tivemos que trabalhar a noite toda, ta lá no caminhão, precisa de dois homens para carregá-la.

SORRIA.............

(O cabeça de bagre, desmontou a tubulação e trouxe a curva de ferro usada na montagem, ele ainda não sabia que a sua bomba tinha identidade, e que esta estava no arquivo de cadastro dos equipamentos)

Já vi cada uma, mas lavar filtro com pé de galinha, esta é demais..........

Nenhum comentário:

Postar um comentário