quinta-feira, 14 de outubro de 2010

VALVULA CONTROLADORA DE PRESSÃO

VALVULA CONTROLADORA DE PRESSÃO

Em diversos trechos das redes de distribuição das cidades apresentam um grande desequilíbrio de pressões, motivada pelo relevo com condições favoráveis e excessivamente privilegiada das zonas baixas, em detrimento das zonas altas; esta condição ainda é agravada devido à falta de controle das ligações, pois a maioria das cidades não dispõe de hidrômetros. Assim com um comportamento de consumo onde o bolso não entra no negócio, pois tanto faz consumir mais ou menos o valor da conta é o mesmo, o que se assiste é um grande desperdício, pois nas zonas baixas as pressões são muito altas, e na zona alta a pressão é insuficiente e às vezes nula.
Nas cidades dotadas de hidrômetros e onde existe uma grande diferença de nível entre os bairros da zona alta e os bairros da zona baixa, temos uma excessiva pressão atuando nos medidores o que acarreta o seu mau funcionamento, e não raras vezes a ocorrência de arrebentamentos de rede devido a falta de limitadores de pressão em diferentes períodos de consumo. Em qualquer situação relatada temos um elevado índice de perdas e uma insatisfação dos usuários, alem do desperdício de dinheiro da operadora com produção desnecessária e manutenções de redes.

Solução Operacional

Para garantir um equilíbrio de pressão na rede de distribuição, o mercado dispõe de válvulas redutoras de pressão, que instaladas em pontos estratégicos da rede, garantem uma pressão a montante e uma pressão ajustada a jusante, com duas funções a saber:

Válvula Redutora de pressão função simples

Princípio de funcionamento

Válvula de controle auto-operada, unidirecional, instalada na rede, tem a função de reduzir uma pressão de entrada mais alta e variável em uma pressão mais baixa e constante de saída, independente das variações da vazão.
Válvula Redutora de pressão função dupla

Princípio de funcionamento

Tem a função de reduzir uma pressão mais alta de montante para duas pressões de jusante (alta e baixa). Auto ajustada pela demanda de consumo sem a utilização de controladores de fluxo ou equipamentos elétricos


Estas válvulas operam exclusivamente em função do comportamento hidráulico do abastecimento, o operador programa a condição de funcionamento, e este será mantido independente de ações de operadores.

Um comentário: