sexta-feira, 20 de novembro de 2020

 

O AR NAS TUBULAÇÕES – PARTE 2


DISPOSITIVOS DE ELIMINAÇÃO E INTRODUÇÃO DE AR NA TUBULAÇÃO

 Os principais dispositivos de eliminação e introdução do ar nas tubulações são:

1 – Ventosas

2 – Tubo Piezométrico

3 – Purgadores (manual / automático)


1 – Ventosas

 As ventosas são um dos principais dispositivos para a expulsão e admissão de ar nas tubulações.


Porém terão que ser bem dimensionadas, para fazer a expulsão do ar nas condições de pressões positivas, e admissão do ar nas condições de pressões negativas quando ocorre as depressões excessivas.

 

                  Achatamento de uma tubulação de aço, em decorrência de depressão excessiva 

A aplicação das ventosas de grande orifício para ser utilizadas nas operações de enchimento e esvaziamento dos sistemas de abastecimento de água, devem ser criteriosamente dimensionadas.

 


                Imagem de Software de dimensionamento de ventosas, desenvolvido pelo autor


MANUTENÇÃO

Como qualquer outro equipamento os dispositivos de eliminação do ar, devem sofrer manutenção preventiva, e com testes rotineiros de sua operação.

 Quando entregue pelo fabricante as ventosas tem os furos protegidos com fita adesiva, e já tivemos oportunidade de observar instalações com estas fitas preservadas por algum tempo de operação, o que significa que as mesmas estavam inoperantes.


2     – Tubo Piezométrico



Nos pontos onde a Linha Piezométrica Efetiva, cortam a linha de adução, cria-se uma condição desfavorável, com formação de bolsas de ar, e reduzindo a vazão.

 Torna-se imprescindível a instalação de uma tubulação que deve ficar em contato com a atmosfera, e que seja superior ao plano de carga Efetivo. Assim este ponto altera a configuração das linhas de Pressão, elimina o Ar, e aumenta a vazão na linha.

 Em Cuiabá, para resolver o problema de abastecimento do Reservatório Morro da Colina, foi instalado um TP nas imediações do Colégio Coração de Jesus, na Avenida Dom Bosco.


3    – Purgadores


O Purgador pode ser manual ou automático, quando manual um simples tubo com registro é suficiente. Já os automáticos tem função similar as ventosas na função de eliminação.

AR NAS LIGAÇÕES


Este é um assunto muito discutido entre os usuário do serviço, porem com testes seguros, realizados pela Sabesp demonstraram que a quantidade de ar que chega ao hidrômetro é tão pequena que não representa diferença na conta mensal.

 Em condições normais de abastecimento, a maioria absoluta das redes de distribuição e das ligações de água operadas pela Sabesp não está sujeita a entrada de ar nas tubulações.

 Além de que é importante ressaltar, ainda, que a Sabesp não reconhece a eficácia de equipamentos para eliminar o ar nas redes de distribuição.

 Os dispositivos, além de ilegais, trazem riscos de contaminação. 

 Segundo o Inmetro, esses eliminadores de ar não são atestados e aprovados, e quem adquire e utiliza dispositivos como este pode ser punido, pois sua instalação é considerada crime ao patrimônio público.

 A qualidade da água também pode ser comprometida, pois os equipamentos acabam funcionando como pontos abertos na rede e, portanto, são possíveis focos de contaminação por enchentes, insetos ou animais, o que afeta todo o setor de abastecimento. (Fonte: Sabesp)

 




Um comentário:

  1. Parabéns Jorcy. Nossa equipe de Águas Serra do Ramalho está aproveitando muito bem o seu material.

    ResponderExcluir